Tendências pós-pandemia no Business

Com a pandemia e o distanciamento social, muitas atividades e comportamentos tiveram que mudar
drasticamente para evitar ao máximo a disseminação do Coronavírus. Segundo o IEMI, alguns desses
novos hábitos se tornarão uma tendência daqui para frente.
 
Durante os 10 meses desde o primeiro caso de COVID-19 no Brasil, foram inúmeras as transformações que aconteceram em diversas áreas como na política, economia, modelos de negócios, relações sociais, cultura,
psicologia social e a relação com a cidade e o espaço público.
 
No ambiente corporativo destaca-se a redução na frequência de almoços em restaurantes e de reuniões
presenciais, com o consequente aumento das reuniões online e maior número de profissionais levando
comida de casa.
 

Revisão de crenças e de valores

 
O impacto da pandemia não foi apenas uma crise econômica, ela também tem uma relação direta
com as mudanças no comportamento e valores das pessoas. Como diz o Doutor em microbiologia
Atila Iamarino, o mundo não será mais como antes.
 
No entanto, a pandemia antecipou mudanças que já estavam em curso, como o trabalho remoto, a
educação a distância, a busca por sustentabilidade e a cobrança, por parte da sociedade, para que as
empresas sejam mais responsáveis e engajadas do ponto de vista social.
 
Agora, os clientes estão muito mais atentos aos princípios das marcas que consomem, principalmente se
suas ações estão de acordo com o que pregam.
E cobram que as empresas devem atuar em projetos que estão relacionados aos seus valores. O que
já mostra uma mudança de pensamento sobre o papel de uma empresa no mundo.
 

Trabalho remoto/Home Office

 
Outras questões ligadas à rotina e modo de produzir também sofreram um impacto. Muitas empresas
estão percebendo que não há necessidade de que todos os funcionários estejam presentes, afinal, eles
podem trabalhar remotamente e produzindo muito bem, inclusive.
Isso traz maior flexibilidade para a companhia.
 
“Quanto ao home-office, 59% dos entrevistados passaram a compreender a jornada profissional em
home office como um tempo maior com a família, a cuidar melhor das tarefas domésticas e mais
atenção com os filhos, que será mais valorizado daqui para a frente.” Diz a pesquisa do IEMI.
 

Redes sociais como ferramenta de vendas

 
Com o isolamento social, as redes sociais foram as ferramentas que nos conectou durante todo esse
tempo, principalmente o Instagram.
E se antes já era essencial sua empresa estar conectada, hoje é obrigatório.
 
As vendas pela Internet aumentaram muito, passando a ser uma opção também para lojas que até então
se valiam apenas do local físico.
 
 
Ficou alguma dúvida? Entre em contato!
 
Nossas rede sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *