Buscar
  • Comax

Elementos da Régua de Cobrança



Elementos da Régua de Cobrança


A Régua de Cobrança é usada para controle de inadimplência e para a organização financeira da empresa. O processo inclui, principalmente, todos os procedimentos e recebimentos dos valores estabelecidos na Política de Cobrança de maneira simples, ágil e eficaz.


Com a Régua de Cobrança, a empresa pode definir abordagens específicas de acordo com o perfil de cada cliente. Levando em conta o tempo de atraso, histórico de pagamento e tipo de relacionamento que tem com o consumidor, é possível adotar os critérios de interação para a demanda.


Elementos de uma Régua de Cobrança


Para construir uma Régua de Cobrança, há uma combinação de quatro elementos fundamentais que auxiliam o processo e assim, garantem uma ação eficiente. São eles:


Dados


O primeiro passo é conhecer o cliente para identificar qual a melhor forma de manter a comunicação. O ciclo de recuperação, cobrança e segmentação, por exemplo, depende da qualidade das informações que o cliente passa.


A coleta de dados deve ser frequente. Tudo o quê o cliente alterar, deve ser passado para a empresa. Qualquer dado pode ser útil para a cobrança e até para a prestação de outros serviços, como uma nova venda ou ações de relacionamento.

Para ter uma boa e confiável coleta de dados, é recomendado usar softwares que atendem ao perfil da empresa.


Segmentação


Com a segmentação, é possível identificar quem cobrar, como planejar os canais de acionamento, os tipos de abordagem a serem utilizadas e a definição de prazos e condições para regularização das dívidas.


Há muitos canais de segmentação, entre eles estão:


  • Valor total da dívida;

  • Valor do ticket médio;

  • Tempo em atraso;

  • Histórico de relacionamento;

  • Atrasos anteriores;

  • Relacionamento do cliente com outras empresas.


Uma boa segmentação permite criar estratégias para cada perfil de clientes devedores, e ajuda a otimizar o investimento e tornar as ações de cobrança mais eficazes.


Métricas


Taxa de entrega de SMS, volume de cliques em um e-mail e quanto se gasta para recuperar um valor, são alguns exemplos de ações mensuráveis que compõem o processo de cobrança.


É preciso entender o quê e como medir. Assim, a partir do conhecimento do perfil do cliente, é possível direcioná-lo para o melhor canal que a cobrança será realizada.

Tecnologia


A área de cobrança de uma empresa deve seguir as tendências digitais do mercado. Embora tenha empresas e clientes que prefiram os meios mais tradicionais de cobrança, como ligações telefônicas, programar softwares para auxiliar e automatizar o processo pode trazer muitos benefícios.

Tudo pode ser feito através de soluções tecnológicas que facilitam o trabalho, causam impacto na redução de custos e de tempo, além do retorno total sobre o investimento. Através de softwears, é possível:


  • Segmentar os clientes de forma automatizada;

  • Construir Réguas de Comunicação para definir o período da ação e os canais de contato;

  • Criar soluções para automatizar o fluxo de cobrança, e assim fazer toda a gestão em um só lugar.


Concluindo:


Visando as informações obtidas do cliente a partir dos dados cadastrais atualizados, a empresa analisa a melhor e mais direta forma de realizar a cobrança.

Para que seja feita de maneira efetiva, a abordagem não deve ser feita por meios que sejam considerados invasivos pelo cliente.


Leia também:


Ficou alguma dúvida? Entre em contato!

Nossas rede sociais:

Facebook

Instagram