Buscar
  • Comax

Pós – Pandemia: A reestruturação da sua empresa, pode ser a chave




Quando estamos na escola e estudamos os grandes acontecimentos históricos nunca pensamos que um dia poderíamos, de fato, participar de algo do tipo. Estudamos a peste negra, a gripe espanhola como sendo acontecimentos praticamente impossíveis de se repetir. O COVID-19 veio para nos dar um banho de água fria, e com ele vimos, além do caos humanitário obviamente, a economia se desestabilizar por completo, trazendo consigo a necessidade de empresas passarem pelo processo de reestruturação.


Por que reestruturar pode ser a solução?


A pandemia de corona vírus, trouxe à tona a necessidade de renovação para inúmeras empresas já que, por conta das medidas de distanciamento social, a grande parte dos serviços passou a ser online ou por delivery quando possível. Em meio a esse caos, a reestruturação da empresa pode ser sinônimo de sobrevivência, já que com a mesma é possível enxergar por uma nova perspectiva sobre os processos dos negócios.


Um exemplo disso é de que, muitas empresas ainda não haviam marcado presença online, ainda que a internet não seja tão inédita no mercado. E por conta da crise, abriram novos horizontes e se aventuraram no universo digital. Sendo assim, é notável que em tempos caóticos, a mudança pode ser a chave para a permanência no mercado.


E o pós – pandemia?


Durante o ultimo ano, as empresas se renovaram em diversos setores, ou infelizmente não puderam lidar com a crise e fecharam suas portas. Ainda que estejamos passando por tamanha crise, não temos ideia do impacto a longo prazo da mesma.

Diante dessa situação, os empresários devem pensar em maneiras de reestruturação de suas empresas para que entendam, o que precisa ser evoluído, acrescentado ou removido de suas estruturas. Nesse momento, ajustes táticos e estratégicos devem ser pensados.

É importante também que, junto ao processo de reestruturação da empresa, a importância do capital de giro também deve ser levada em consideração, principalmente uma geração de fundos de emergências para a preparação, com objetivo de conseguir lidar de maneira mais forte às futuras crises.


Reestruturação Financeira


O primeiro passo para uma reestruturação empresarial, é iniciado no setor financeiro. Analisando a estrutura de capital, como dito anteriormente, com foco nas dívidas vigentes, estimando o impacto de tais contas a longo prazo, já que os custos das mesmas inevitavelmente afetam o fluxo de caixa.

Quando as dívidas se tornam problemas, a necessidade do capital de giro se torna igualmente maior.


Reestruturação Operacional


Neste momento, existem vários níveis de problemas. Como por exemplo, quando há incerteza em relação à demanda e o fim da crise não parece próximo, é então que a compreensão a como lidar com as despesas imediatas se torna objetivo central, juntamente com a construção de estratégias para retomadas a curto e médio prazo.


Há ainda, o cenário em que a incerteza se torna menos constante e é então que estratégias pensadas a longo prazo podem começar a ser criadas, para que o processo de reestruturação da sua empresa seja cada vez mais bem sucedido.


Dicas para a análise de fluxo de caixa:


  • Analise o seu fluxo de caixa de 6 meses e 1 ano atrás, para médio prazo e

diário e semanal, para curto prazo.


Como lidar com incertezas futuras?


Um dos costumes adotados por empresas em plena pandemia para que a reestruturação da empresa pós pandemia ocorra com qualidade é, como por exemplo, procurar manter o bem-estar físico e mental dos funcionários, além de analisar a natureza de diferentes negócios para assegurar a retomada de maneira adequada desses serviços.


Na recente pesquisa de recursos humanos da Deloitte sobre respostas a epidemias, 82% das empresas acreditam que “condições de trabalho flexíveis” são essenciais para os profissionais.


É preciso entender que, a reestruturação da empresa pós pandemia, pode significar considerar ajustes nos orçamentos e planos de implantação, criação de planejamento de fluxo de caixa e mecanismos de notificação para comércio internacional, por exemplo.